Sobre as coisas que a vida ensina.


As vezes a gente tem que esquecer um pouco as futilidades e coisas materiais e meter o pé na jaca nas coisas boas que nos trazem pequenos momentos de felicidade.
Por mais que a minha cabeça as vezes diga ao contrario é necessário esquecer os momentos de fracasso, e seguir em frente, é bom as vezes errar, faz a gente aprender um pouco.
Temos que nos permitir ser feliz, ser feliz com coisas simples, sei lá comer um cachorro quente, um beijo inesperado, uma visita de algum amigo, fazer uma nova amizade, pode ser qualquer coisa o importante é ser feliz.

Amar ao próximo é essencial, eu acredito que sem amor ninguém vive.
Você já se imaginou sozinho em uma situação super chata/triste sem ninguém por perto, nem mesmo um amigo?
Pois é deve ser uma das coisas mais triste, por isso que independente de diferenças que nos rodeiam devemos deixar de ter compaixão pelo próximo.
Uma das primeiras coisas que devemos ser ensinados quando crianças é amar ao próximo e respeitar as diferenças de qualquer pessoa.

Nunca pensei que isso seria uma coisa tão chata, afinal quem não quer ter os tão esperados 18 anos, a idade que você já responder por seus atos, pois é não é tão legal fazer 18 anos, tantas responsabilidades vindas de tantos lugares, era tão mais facil ser “de menor”, a única preocupação era ir para escola e só.
Agora tudo muda, escolhas que dever ser feitas, qual faculdade fazer, o emprego dos sonhos pode não ser tão fácil conseguir.
Fazer 18 anos não é um passe para a liberdade e sim para a maturidade.

Quando essa fase chegar se bater aquela imensa vontade de chorar, chore o quanto puder, alivia a alma e acalma o coração.

Amigos nem todos eles são para sempre, depois do ensino médio alguns (no meu caso a maioria) te esquece, os encontros que a turma combinava fazer já são esquecidos, agora com a correria da vida ninguém tem tempo.
Eu fiquei muito decepcionada por um longo tempo por encontrar algumas “bffs” na rua e elas simplesmente fingir que não me conheciam.
A vida tem essas coisas, deveria seguir os conselhos da minha mãe que sempre dizia, eu sou tua melhor amiga.

E por falar em mãe, escute sempre os mais velhos, apesar da mente as vezes ser um pouco fechada para o mundo moderno, eles sempre sabem de algo, é surpreendente.

One thought on “Sobre as coisas que a vida ensina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *